Com o objetivo de aumentar sua participação no mercado de telefonia móvel, um mercado promissor e desafiador, a empresa cliente buscou a MJV para entender quem realmente seu público-alvo para desenvolver ofertas com a melhor conversão de clientes para sua base.

Para isso a MJV utilizou o Fly or Die que utiliza uma combinação de Design Thinking e o Ágil, especificamente elementos do Lean Startup. Esta abordagem ocorre dentro de 5 sprints de forma inteligente, focada no usuário e enxuta para evitar desperdícios de todo tipo de recurso e tempo.

 

O Lean Startup é uma metodologia ágil, desenvolvida por Eric Ries para ajudar empreendedores a viabilizar seus negócios. Este método ágil utiliza de ciclos iterativos curtos de desenvolvimento, orientados por funções do produto, colaboração na tomada de decisão e feedbacks rápidos. A MJV trabalha com elementos do Lean Startup atrelados a abordagens e ferramentas do Design Thinking. Unindo o desenvolvimento com o foco no usuário com a agilidade e diminuição de todo o tipo de desperdício. Esta forma de trabalhar com inovação fornece como vantagens baixo investimento e uma resposta rápida em relação à aceitação do produto ou serviço no mercado pelos usuários.

 

 

O trabalho da MJV contou com a utilização de diversas ferramentas de Design Thinking e Lean Startup para auxiliar na visualização, estruturação e testes ao longo de todos os sprints. Quando utilizadas de forma consciente e clara com seus objetivos essas ferramentas auxiliam na construção de protótipos rápidos a fim de obter feedbacks do público-alvo e possibilidade de desenvolver um produto mais assertivo, robusto e rentável para o mercado. Ferramentas como pesquisa desk, técnicas qualitativas de pesquisa, geração de personas, sessão generativa, landing pages, ferramentas digitais, entre outras.

 

 

Como resultado do projeto foram apresentados diversas hipóteses para questionamentos levantados, recomendações de público-alvo inicial e potencial através de personas, canvas para construção do produto baseado nas hipóteses e suas ligações com cada persona, além de outras questões que foram levantadas durante o processo e são importantes para a produção de um produto final. Todo esse resultado foi sintetizado pela equipe MJV  e entregue a empresa cliente com recomendações para próximos passos, desde estratégias de desenvolvimento de um produto para todos os pontos de contato com o cliente, construção de um MVP (Minimum Viable Product ou Mínimo Produto Viável em português) e testes de usabilidade sugeridas para a validação final desde MVP. Esta sintetização final foi extremamente importante para aplicação do produto pela empresa cliente no mercado.